Search
  • escolavesper

Estudar ouvindo música: afinal, é bom ou ruim?

Na hora do estudo, é muito comum apostar nos fones de ouvido, acessando playlists ou até podcasts. Alguns dizem que facilita na produtividade, outros que o estudo fica menos entediante. Mas na prática, será que a música é uma boa aliada ao estudo?


“Um estudo conduzido pela Universidade de Caen, na França, realizou um teste com estudantes de 249 universidades. Todos com o mesmo nível de conhecimento foram divididos em 2 grupos. Ambos os grupos tiveram que assistir a uma palestra e depois resolver uma prova baseada sobre o que foi aprendido. Os resultados indicaram que o grupo que assistiu à palestra escutando música clássica teve um aumento de atenção e obteve resultados mais satisfatórios se comprados aos alunos que não escutaram as canções.”*1

Observe que neste caso o diferencial na produtividade dos alunos foi o gênero escolhido: música clássica. Para focar em situações que exigem sua total concentração, como leitura de textos e contas, o ideal é apostar em músicas que não sejam cantadas, para que você não acabe se distraindo com a letra. Ao trabalhar atividades mais criativas, é possível readequar a playlist para rock ou pop por exemplo, e analisar sua performance pessoal frente aos estilos.


Em termos de concentração, foi identificado que o estilo de música que mais colabora com os estudos é o clássico barroco, por utilizar o ritmo de 60 batidas por minuto.

“A explicação é que, de acordo com a pesquisa, músicas nessa escala induz a um estado de relaxamento em que a mente está calma, mas alerta. A imaginação é estimulada e a concentração ampliada. Esses são fatores que melhoram o aprendizado.”*2

Caso você não consiga ouvir músicas instrumentais, uma boa dica é procurar músicas em idioma que você não domine, para que não se distraia tentando focar na letra. É importante também entender que nosso cérebro está sempre atento para prever acontecimentos, e neste caso, quando há uma mudança brusca de estilo de música na mesma playlist, você desvia sua atenção Por outro lado, a dopamina é elevada, e portanto seu humor melhora. Esta “técnica” pode ser útil para momentos em que você já esteja cansado, por exemplo após uma tarde inteira de estudos.


Não existe portanto uma regra, nem um “certo ou errado”. O estudo é um processo, e assim funciona a trilha sonora. Mas temos algumas dicas importantes para que a música seja uma aliada, e não atrapalhe seu rendimento:


1 - Tenha as playlists prontas, para que não seja necessário ficar mudando de música, ou procurando novas opções. Olhar o celular poderá tirar seu foco, e você corre o risco de perder um tempo importante pois “sem querer” acabou entrando nas redes sociais, vendo notificações, etc.


2 - Preste atenção ao seu rendimento, de tempos em tempos. Entenda como sua mente funciona, e se está sendo ou não produtivo estudar com música


3 - Não aposte na música durante todo o período de estudos, pois poderá perder o efeito positivo em sua mente. Para conteúdos mais complexos, o ideal é optar por um ambiente silencioso.


4 - Além da música clássica, alguns estilos que podem te ajudar são: jazz, músicas ambientes, trilhas sonoras de filmes ou videogames (feitas para ajudar o jogador concentrado, sem causar distrações).


Agora que você já tem várias dicas, #partiuEstudo!


Um abraço,

Equipe Vésper


· Fonte: *1 https://www.iobconcursos.com/noticias-sobre-concursos/ouvir-musica-na-hora-de-estudar-afinal-e-bom-ou-ruim/1415

· Fonte *2 https://www.iobconcursos.com/noticias-sobre-concursos/estudando-com-musica-quais-os-melhores-tipos-de-musica-para-escutar-enquanto-estuda/1724

0 views

11 99967-7329

R. Cristóvão de Burgos, 52 - Sumarezinho São Paulo SP Brasil 05440-020

COPYRIGHT © 2019 VÉSPER. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

  • whatsapp logo fundo transparente
  • Facebook